Sanduíche de filé com molho roquefort

Tem dias que, pelo cansaço, estresse ou fome mesmo, tudo que a gente quer é abocanhar uma comida confortável e que sacie rapido! E nessas horas eu só penso em sanduíche (ou cuscuz, mas isso é uma outra história).

Esse bonitinho aí foi feito rapidinho numa noite fria (!) com um DVD fantástico passando de fundo. Por ser um sanduíche alto e feito com um pão rústico, fica “mais possível” comê-lo de garfo e faca, o que eu já não aprecio tanto nas horas de fome intensa, mas esse estava tão gostoso que valeu à pena seguir os conselhos de Amy Vanderbilt para não se sujar toda (apesar de eu ter sim O livro completo de etiqueta de Amy Vanderbilt, isso foi uma brincadeira, ok? Acho até que eu deveria ter era o Amy Vanderbilt’s Complete Cookbook ao invés disso. Opa. Isso não foi uma brincadeira, principalmente porque as ilustrações são do Andy Warhol).

Sanduíche de filé com molho roquefort

Ingredientes (para duas pessoas):

1 pão italiano (ou outro pão qualquer de sua preferência)
300g de filé em bife
4 rodelas de pimentão vermelho
4 fatias de queijo mussarela
100g de queijo roquefort ou gorgonzola picado
100ml de iogurte natural
Azeite
Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:
Aqueça uma frigideira e esquente o pão dos dois lados. Reserve. Adicione azeite e frite a carne e os pimentões dos dois lados (3 ou 4 minutos de cada lado, dependendo do ponto que desejar), colocando as fatias de mussarela em cima da carne quando tiver perto do ponto. Coloque por cima do pão.
Para o molho: na mesma frigideira, acrescente o iogurte e o roquefort picado e espere derreter. Ajuste o sal e a pimenta e despeje sobre o sanduíche.

Esse post foi publicado em Na cozinha. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Sanduíche de filé com molho roquefort

  1. Carolina Maia disse:

    Golaço o post e o sanduíche, viu Ju! Deve ser fantástico o Amy Vanderbilt’s Complete Cookbook, e eu não sabia das ilustrações célebres. Essa Ju é um poçe de cultura e prenda, rapaz!

    • jucampelo disse:

      Valeu, quérol! Ganhei esse livro (o de etiqueta) de uma tia querida e no começo tive um certo receio, mas me ajudou muito no casamento e a forma que ela escreve é até interessante (e nesse, as ilustrações tbm são do Andy). Mas o de culinária deve ser bem melhor😛 Bju!

  2. polivalente disse:

    Afe maria!!! fiquei chocada! fiquei uns dias sem passar por aqui e de repente descubro que a sede bairro de fátima tá virando um petit restaurant, muito chique!
    vou ler tudo com calma e botar a mão na massa (ei, quando tu arruma tempo pra escrever as receitas – minuciosamente?).
    essas donas de casa do tempo da vovó são muito eficiêntes!! quero ser assim quando crescer!

    • jucampelo disse:

      hehehehe Menina, faz e me mostra como ficou, ta?😛

      Por incrível que pareça, estou conseguindo decorar as receitas (até faço alguns ajustes quando acho que algo saiu mais assim ou assado) e escrevo na hora, tudo junto. Geralmente faço alguns posts no fim de semana e vou “soltando” aos poucos durante a semana toda.
      Beijão😉

  3. polivalente disse:

    li lá no polivalente que tu escreve nas ausências do sábado de noite… entendi!! hoje vou fazer sanduíche, te aviso!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s