Omelete

Já disse que minhas comidas favoritas são as mais simples e comuns (e as caseiras -mesmo que sejam, também – as caseiras sofisticadas)? Nada, para mim, como um bom cuscuz ou uma tapioca fininha, tudo com muita manteiga, acompanhados de café com leite ou chocolate bem quentinho (infelizmente eu não tomo mais café, mas no meu Mundo das Idéias ele existe, ah, e como existe.). Basicamente tudo o que se come no café da manhã beiram minha refeição favorita: Simples, rápidos, práticos, deliciosos e baratos!

Cuscuz e tapioca eu já aprendi, assim como o bom e velho chocolate quente (quem se lembra do affogato?). Dentre as coisas que faltavam aprender, o omelete (cuja prova – quase viva – está ai em cima) é um dos que eu mais adoro (pertinho da panqueca!). Pena que o Marido não é lá muito fã dessa especialidade francesa, apesar de a omeleteira (aquelas duas frigideirinhas juntas) ter sido um dos nossos primeiros presentes, dado pela cunhada Rose-Anne logo depois do noivado.

Achei aquilo interessante por ser pequenininha e por ter duas frigideiras em uma: não vou negar que a primeira coisa que eu, que nada sabia cozinhar direito, pensei foi que ali daria para fritar um ovo sem sujar muito e ainda repetir a dose no outro dia sem ter lavado a louça do dia anterior.

Tempos sombrios à parte, hoje em dia eu utilizo a omeleteira para fazer omeletes. E qualquer dia vou tentar as panquecas, que parecem mais fáceis ainda com o tal instrumento.

Omelete do meu jeito

Ingredientes:
2 ovos médios
100ml de iogurte natural
1/2 tomate picado
50g de queijo coalho em cubinhos
50g de queijo muçarela em cubinhos
Cebolinha e coentro a gosto
Azeite ou manteiga
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Com um batedor ou garfo, misture os ovos em uma vasilha. Acrescente o iogurte e bata até ficar homogêneo e tempere com sal e pimenta. Coloque numa omeleteira ou frigideira pequena (quente e com azeite) e deixe por uns 30 segundos. Em seguida, acrescente os outros ingredientes à frigideira. Quando estiver já descolando da panela, vire o omelete. Espete com um garfo para ver se ainda está líquido por dentro e vire novamente, se necessário. No meu caso demorou um pouco a secar pois eu queria um omelete alto, então tive que virar algumas vezes, mas a espera valeu a pena.

Esse post foi publicado em Na cozinha. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Omelete

  1. Ju, eu também adoro e a sua ficou linda!!! Gosto de fazer também com purê de batata, mas aí se não tiver sobra dá um pouquinho mais de trabalho. Ontem eu tava comentando com o Ricardo: se eu pudesse tomava café da manhã em todas as refeições, ou melhor, algo assim como um brunch, rs. Bjs!!!!

  2. rafaela viana disse:

    adorava o omelete de queijo do tio Pedro…….ai saudades da infância!!!!

  3. Pingback: Omelete de salada | Sim, please.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s